Secretária de Cultura e Turismo se reúne com representantes da área para tratar sobre a Lei Aldir Blanc

Foto: Rodrigo Sarasol

Aconteceu, na tarde desta terça-feira (07), uma reunião para tratar sobre a Lei Aldir Blanc, que tem por objetivo ajudar organizações e profissionais da cultura que estão passando por dificuldades financeiras pela pandemia da Covid-19.
A lei foi sancionada pelo presidente da República e o município aguarda a regulamentação do Estado, que está prevista para sair até esta sexta-feira. O texto ainda prevê um pagamento de auxílio de R$ 600 mensais para artistas informais. O repasse surge para amenizar os danos causados pelo coronavírus no setor cultural.

No encontro, a secretária de  Cultura e Turismo (Secult), Anacarla Oliveira, conversou com representantes da área das cidades da região e o diretor do Instituto Estadual de Artes Cênicas (IEACen) da Secretaria Estadual da Cultura, Ruben Francisco de Oliveira, para uma orientação de como serão os próximos passos a serem tomados com a chegada deste recurso.

“Esta lei irá ajudar os artistas que estão passando por dificuldades. Esta categoria foi a primeira e, provavelmente, será a última a retornar com suas atividades. Este valor de R$ 825.293,00 irá ajudar muito a cultura de Bagé e região. Agradeço ao prefeito Divaldo Lara pela sensibilidade de pensar nestas pessoas e a importância de incentivar a cultura”, salientou a secretária de Cultura.

Oliveira se emocionou ao falar deste momento vivido por aqueles que trabalham com a arte. ” A fome bateu na porta dos artistas, de quem vive e se alimenta da cultura. Este recurso livre irá abastecer uma situação tão sufocante”, concluiu o diretor da IEACen.