Termina racionamento de água em Bagé

Foto: Divulgação

Depois de 90 dias, o racionamento chega ao fim em Bagé. Na manhã desta sexta-feira (19), o Governo Municipal e o Departamento de Água, Arroios e Esgoto (Daeb) anunciaram a suspensão da medida. A decisão foi baseada na ocorrência de chuvas significativas nos meses de maio e junho que proporcionaram uma recuperação dos níveis dos reservatórios que abastecem a cidade. O acumulado de chuvas em junho, até o momento, foi de 119,7 mm. A Barragem da Sanga Rasa está 3,90 m abaixo do nível normal. O Piraí está apenas 0,50 m aquém. Já a Emergencial está cheia.

“Chega ao fim o racionamento no nosso município. Porém, não devemos, de forma alguma, exagerar no consumo de água. A todos, cabe a responsabilidade do consumo racional, evitar o desperdício e combater os pontos em que nós temos vazamentos”, afirmou o prefeito Divaldo Lara durante o anúncio. O chefe do Executivo ainda destacou uma iniciativa histórica do atual governo, que foi a realização de uma batimetria das barragens, ou seja, um estudo de seus volumes. “Pela primeira vez, possuímos um instrumento que permite termos dados e informações exatas para tomada de decisão com relação aos níveis de água armazenados”, explicou.

Na coletiva também estavam presentes os membros da Comissão de Enfrentamento à Seca e Estiagem, composta por servidores do Daeb. Eles ressaltaram as ações do Departamento durante a seca, como: ativação de poços; transposição da água da Britasul para a Barragem Emergencial; aluguel de três caminhões-pipa com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional; parceria com o exército que cedeu seis caminhões-pipa e mais uma viatura para carregar uma pipa do Daeb; obras na Barragem Emergencial para reter água quando chovia e intervenções em pontos da cidade para aumentar a vazão da água, principalmente nas pontas de rede.