Prefeito Divaldo Lara e secretário Mário Mena explicam novos casos de Coronavírus na cidade

Foto: Reprodução

Bagé cai para 21ª posição em ranking de avanço da Covid-19 no Estado

 

No início da tarde desta quarta-feira (27), em uma live pelo Facebook, o Prefeito de Bagé, Divaldo Lara, acompanhado do secretário de saúde, Mário Mena Kalil, fez importantes esclarecimentos relacionados à notificação de novos casos do Coronavírus em Bagé. Os gestores ressaltaram que a situação permanece sob controle, apesar das novas ocorrências. “Continuamos fazendo todo o monitoramento e tomando todo cuidado e esta conversa é para que possamos mostrar algumas das ações que estão sendo realizadas”, disse Divaldo. “Queremos informar a população a respeito dos novos exames que estão sendo feitos, testes que estão sendo realizados também pela Unimed de Bagé que está testando médicos e, com isso, mostrando aqueles que já foram contaminados e estão curados”, avaliou o chefe do Executivo.

 

Mário Mena ressaltou a importância da transparência. “A segunda etapa da pesquisa já foi realizada, foram mais 400 testes feitos. Então dos 800 testes, entre primeira e segunda etapa, apenas um deu positivo. Já estamos com 2147 exames de testes rápidos realizados no nosso município, destes apenas seis positivos, o que mostra o controle da doença. A nossa equipe de epidemiologia já realizou 283 exames de PCR, que vai para Porto Alegre. O total realizado pela equipe da epidemiologia entre os PCR e os testes rápidos necessários foram 487, com 429 exames negativos e 36 positivos”, especifica. O secretário destacou que foram registrados dois casos novos em Bagé: um de um caminhoneiro e o segundo confirmado na terça-feira (26), que está sob controle com toda família testada e negativada. Os testes realizados em médicos pela Unimed Bagé resultaram em 19 confirmados, porém todos de médicos já recuperados e que não apresentam risco de contaminação para a comunidade. “Todos oriundos do primeiro surto. Mas é importante que sejam mantidos o controle e as medidas de precaução. Não podemos baixar a guarda, estamos atentos e trabalhando. Temos mais duas etapas da pesquisa e a aplicação de testes rápidos continua”, destacou Mena.

 

Divaldo salientou que os resultados provam que a administração de Bagé é um exemplo a ser seguido. “Graças a Deus nenhum óbito que foi registrado no país é de Bagé. Devemos seguir unidos e trabalhando em conjunto no combate ao vírus, com cautela e precaução, para continuarmos dando uma condição e tranquilidade à população. Fomos a primeira cidade a termos casos confirmados e também estamos sendo a primeira a retomar diversos setores da economia. Somos a única cidade a realizar uma pesquisa própria em parceria com a Universidade Federal do Pampa, o que nos dá condições de testarmos a população como um todo. Precisamos da união de todos para continuarmos sendo uma cidade com resultados positivos.”, argumenta.

 

De epicentro do coronavírus, Bagé cai para penúltima posição no ranking de avanço do Covid-19

Poucas cidades no Brasil viveram a mesma situação que a Rainha da Fronteira, durante a pandemia do novo Coronavírus. No dia 19 de março, a confirmação do primeiro caso em Bagé causou apreensão na população. Em especial pela linha de contaminação ter iniciado justamente pela área da saúde. A estimativa era que o vírus se espalhasse com rapidez, gerando colapso no sistema de saúde.

 

Pouco mais de dois meses depois, entretanto, a realidade é diferente do caos esperado. Depois de ter sido a segunda cidade no Estado com maior número de casos e a décima no país, percentualmente, Bagé figurou na 21ª posição no ranking de avanço da Covid-19 no Estado, em avaliação divulgada recentemente pelo jornal Zero Hora.

 

O resultado positivo se deu pela rapidez em que as medidas de contenção foram tomadas, incluindo isolamento social, fechamento de escolas, comércio e limitação de eventos. “As ações e medidas adotadas, aliadas às atitudes conscientes da maioria da população, surtiram efeitos positivos”, avalia Divaldo Lara.