Daeb realiza ações para amenizar efeitos da ampliação do horário de racionamento

O Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb) está trabalhando para solucionar problemas de abastecimento em alguns pontos da cidade depois da ampliação do racionamento de 12 para 15 horas. A equipe técnica está verificando a pressão da água em determinados lugares a fim de avaliar as providências que serão tomadas. A baixa pressão, por exemplo, dificulta a subida da água em caixas elevadas. A região central da cidade possui muitos prédios nesta situação com reservatórios localizados no alto dos edifícios. Os que possuem cisternas no térreo geralmente não estão apresentando dificuldade de abastecimento.
O Daeb está ainda atuando com caminhões-pipa levando água para estes locais que não estão sendo abastecidos plenamente. Na zona urbana, está trabalhando um caminhão do Daeb, de 10 mil litros, e um do exército, de 12 mil litros.
Somente no mês de abril, foram distribuídos 878 mil litros de água por caminhões-pipa do Daeb e do Exército, em diferentes pontos da Zona Urbana e Rural de Bagé, como as localidades de Passo dos Peres, Palmas, Coxilha do Haedo e Serrilhada.

Níveis Barragens
A Sanga Rasa está 6,35 metros abaixo do normal. Já a barragem do Piraí está 5,65 m aquém da normalidade. A Emergencial, por sua vez, está 0,40 m abaixo do nível máximo. Nos últimos meses, as chuvas foram muito abaixo da média esperada. Em fevereiro, os índices de precipitação totalizaram 32 milímetros. Em março, apenas 11 milímetros e em abril 75 milímetros,
conforme dados da Estação de Tratamento de Água (ETA). Em maio, até o momento, foram 7,5 milímetros.