Daeb atua na fiscalização de desperdício de água

Foto: Divulgação

Entre as ações do Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb) para combater a estiagem, está a fiscalização de denúncias de desperdício de água. Desde março, com o Decreto nº 047/2020, que declara situação de emergência no município, a Autarquia pode verificar casos de uso inadequado da água potável.

Segundo o documento, está proibida a lavagem de carros, passeios públicos, pátios e fachadas de prédio com a água distribuída pela rede pública. O decreto enfatiza que os postos de lavagem de veículos não podem utilizar água potável para este fim. Também está vedada irrigação de gramados, jardins e floreiras e reposição total ou troca de água de piscinas e reservatórios com a água tratada fornecida pelo Daeb.

De segunda a sexta-feira, o Setor de Fiscalização do Daeb tem recebido uma média de cinco denúncias diárias. No final de semana, este número dobra registrando dez denúncias por dia. As equipes recebem a informação de desperdício e vão até o local. Em um trabalho em conjunto com técnicos da Estação de Tratamento de Água (ETA), a água é analisada para verificar sua procedência, ou seja, se é realmente água da rede do Daeb ou se é água de poço ou coletada da chuva.

Desde o início da fiscalização, os locais visitados foram somente advertidos. O decreto prevê aplicação de multa, mas o objetivo do Daeb é realizar uma ação educativa com o fim de conscientizar o usuário da necessidade de economizar água potável.