Prefeitos da região se mobilizam para enfrentar Coronavírus

Devido a prevenções, cuidados e medidas que estão sendo tomadas a respeito do coronavírus, o prefeito Divaldo Lara está fazendo contato com os gestores dos municípios da região solicitando respiradores mecânicos, aumentando,assim, a capacidade de Bagé.

Deste modo, segundo Divaldo, a Rainha da Fronteira estará equipada e tomando as devidas medidas de prevenção ao novo Covid -19, captaneando esforços em conjunto com os gestores dos municípios vizinhos.

Na manhã deste domingo, Divaldo já conversou com o prefeito de Aceguá, Gerhard Martens, solicitando quatro respiradores. O próximo município a ser contatado é Candiota, que também possui esses aparelhos. Assim, Bagé, que já possui dois, em perfeitas condições de uso, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e três no Hospital Universitário, chegaria, somando os de Candiota, a 11 respiradores em plenas condições de atender à população.

O chefe do Executivo destacou o porquê dessa medida: “Mais uma importante ação que nós estamos tomando para antecipar questões futuras, mais uma precaução do nosso Governo. Se não for preciso utilizar, melhor. Mas se for necessário, nós já vamos estar equipados com o que é possível para enfrentarmos esse momento”, disse Divaldo, acrescentando, ainda, que não adianta o paciente ficar em respiradores em hospitais sem estrutura e equipe para atender a demanda do Coronavírus. “Portanto, todos serão direcionados aos cuidados dos nossos hospitais”, conclui.

Segundo o secretário de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, Mário Mena Kalil, os equipamentos são fundamentais para o tratamento em eventuais casos graves de pessoas infectadas pelo vírus.

O chefe do Executivo bageense agradece a compreensão do prefeito Gerhard e do diretor do hospital da Colônia Nova, Jacob Ott, que entenderam a necessidade neste momento de unir forças, pois os respiradores são de grande importância no atendimento aos pacientes em estado grave que precisam de respiração artificial, bem como para o deslocamento desses pacientes até outros centros de atendimento.