Prefeitura conquista direito de contratar professores temporários

Foto: Vitor Garcia

Um ótima notícia para a comunidade escolar. Na manhã desta quinta-feira (20), a secretária de Educação e Formação Profissional, Adriana Lara, esteve na Promotoria Pública de Justiça, onde foi recebida pelo promotor Cláudio Rafael Morosin Rodrigues. A reunião foi articulada pela Procuradoria Geral do Município, através do procurador Heitor Gularte, com o objetivo de apresentar o problema da falta de professores em escolas do município e explanar sobre o projeto que está trancado, por um vereador de oposição, na Câmara de Vereadores de Bagé.

Após mostrar a situação e comprovar que a falta de docentes afeta gravemente o início das aulas e prejudica os alunos, Rodrigues entendeu a importância da causa e garantiu ao Governo Municipal a contratação dos professores. O promotor e a secretária Adriana, mais o prefeito Divaldo Lara, assinaram um termo aditivo de ajustamento de conduta (Tac), permitindo que 40 profissionais aprovados no processo seletivo de 2017 sejam chamados nos próximos dias, sanando o problema.

“Fui vereador de oposição por oito anos e nunca tranquei nenhum projeto que fosse para beneficiar a cidade, ainda mais em se tratando de contratação de professores. Quem faz isso, opõe-se à cidade e não a um governo, pois prejudica a todos.”, afirmou Divaldo.

Adriana comemorou a conquista: “Mesmo com a oposição tentando trancar o projeto, não obtiveram êxito, pois a justiça teve acesso a todos os dados e está do nosso lado, entendendo que os professores são necessários sim e estão acima de qualquer pensamento político mesquinho de oposição”, falou a secretária. Ficou acordado com o promotor que o governo irá retirar o projeto que pedia a autorização de contratação de professores junto a Câmara.

A titular da Smed falou ainda que, assim que o concurso for homologado, os professores contratados serão dispensados e substituídos pelos aprovados no concurso público realizado no começo do mês.