Programas Criança Feliz e Primeira Infância Melhor encerram etapa de capacitação para grupo de visitadores

Foto: Aline Sabedra

A etapa de capacitação de 40 horas dos visitadores dos Programas Criança Feliz (PCF) e Primeira Infância Melhor (PIM/ Bagé), que iniciou na última segunda, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Bagé, se encerrou nesta sexta-feira (9). A partir de agora, o grupo abraça o desafio de colocar em prática as orientações que receberam nos cinco dias de aprendizado.

A capacitação para os visitadores foi desenvolvida com a finalidade de produzir, difundir e alinhar o conhecimento que deve ser direcionado ao desenvolvimento de habilidades, para o aprimoramento das ações voltadas à primeira infância.

Durante toda a semana, foram abordados diversos temas como: Desenvolvimento Humano; Família e Primeira Infância; Comunidade; Importância do Brincar; Visita Domiciliar; Recursos da Comunidade e Metodologia e Gestão do PCF/PIM. Ainda foi oferecida aos futuros visitadores, uma oficina de produção de brinquedos com a utilização de materiais reciclados.

“Foi uma semana de grandes aprendizados e de muita troca de experiência, para mim será uma novidade trabalhar com crianças. Aprendi muito, há cada dia um tema importante e diferente nos foi apresentado pelos palestrantes que multiplicaram e dividiram seus conhecimentos com a gente. Agora vamos a campo”, falou entusiasmado o acadêmico de Serviço Social, Rodrigo Nunes.

A Coordenadora da Proteção Social Básica, Adriana Tholozan Nunes, explicou a realização da capacitação. “É importante capacitar os recursos humanos, como um instrumento valioso para o aperfeiçoamento de nossas práticas, sendo assim objetivamos alcançar mudanças efetivas nos indicadores de vulnerabilidades e de riscos sociais em nossa comunidade”. A coordenadora ainda destacou que o evento possibilitou maior integração entre os servidores dos referidos programas e, assim o fortalecimento das ações em prol dos usuários.

Saiba Mais
O PCF tem como meta atingir 600 usuários em Bagé. Serão atendidas as famílias que possuam como membro familiar o público-alvo, sendo eles: gestantes, crianças de zero a três anos beneficiárias do Programa Bolsa Família, e de zero a seis anos, atendidas pelo Programa de Prestação Continuada.

Age integrado ao trabalho do PIM e os dois são promovidos em Bagé pelas respectivas secretarias, de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi) e de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, gerido pelo Grupo Técnico Municipal (GTM) e está sendo realizado em parceria com a Secretaria de Educação e Formação Profissional (Smed).

Os serviços oferecidos são: estimulação do desenvolvimento infantil, fortalecimento de vínculos familiares e identificação de necessidades para uma articulação da rede de serviços do município com o objetivo de gerar promoção dos direitos, cuidado, proteção, educação, socialização, protagonismo familiar, autoestima e quebra do ciclo da pobreza e da violência.