Criação de acampamento farroupilha e associação tradicionalista são apresentadas no Parque do gaúcho

Crédito: Luciano Pavão

Na tarde de sábado, dia 11, 51 entidades tradicionalistas, entre PTGs, CTGs e Piquetes, se reuniram no galpão de eventos do Parque do Gaúcho, para a apresentação do projeto do acampamento farroupilha e também para a criação de uma associação de entidades tradicionalistas em Bagé.

Segundo o coordenador do Parque do Gaúcho e do tradicionalismo, Geraldo Saliba, o prefeito Divaldo Lara disponibilizou o espaço dentro do Parque para o acampamento e, a partir daí, o objetivo é fazer ranchos ao lado da pista de lidas campeiras, para integrar o público tradicionalista ao local, principalmente em datas típicas dos gaúchos, como na semana de 20 de setembro. As entidades que estavam presentes no encontro, também fizeram uma visita ao local em que será executado este projeto.
O vice-prefeito de Bagé, Manoel Machado, acredita que o projeto do acampamento é uma oportunidade de se resgatar as tradições e também de aproveitar melhor o espaço do Parque, com a apropriação da área pelas entidades.
Além deste assunto, entrou em pauta na reunião, a criação de uma associação das entidades tradicionalistas de Bagé. Segundo o vice-prefeito, a finalidade é viabilizar uma forma para trazer recursos para as demandas das entidades, para que assim se envolvam ainda mais nas atividades tradicionalistas do município.
Estiveram presentes e compuseram a mesa que dirigiu a reunião, o vice-prefeito, Manoel Machado, o presidente da Câmara de vereadores, Edimar Fagundes, o presidente da Associação de Cavaleiros da Rainha da Fronteira, Mirabeau Borba dos Santos, o coordenador do Parque do Gaúcho, Geraldo Saliba, os vereadores, Júlio Jardim e Marina Portella e a arquiteta responsável pelo projeto, Joelma Silveira.