Prefeitura renova contrato com Fábrica de Gaiteiros

Crédito: Rodrigo Sarasol

Em reunião-almoço realizada nesta sexta-feira, a Prefeitura de Bagé garantiu a renovação de contrato com o Instituto Renato Borghetti para a manutenção da Fábrica de Gaiteiros no Município, ação voltada para a sociedade para formação de alunos de acordeão diatônico, instrumento conhecido como gaita de oito baixos.

O projeto, que tem núcleos em outras sete cidades gaúchas e uma de Santa Catarina, é desenvolvido em Bagé desde 2015, sendo gradativamente ampliado durante o período. Para o corrente ano, mais matrículas devem ser possibilitadas para a comunidade.
O município entra com a disponibilização do local para as aulas e da contratação de um professor de gaita, atualmente Augusto Freitas (Maradona), sob supervisão de Borghetti. Já o instituto cede os instrumentos durante todo o período em que o acordo estiver vigente, sem custo algum para o governo.
O prefeito Divaldo Lara parabenizou o renomado músico pela iniciativa: “São raras as pessoas que compartilham o conhecimento. Além de formar músicos, ainda há a inclusão social, a formação de cidadãos de bem. Por isso somos parceiros em manter e ampliar a fábrica”, garantiu.
O artista também se manifestou sobre a assinatura do documento: “Ninguém faz nada sozinho. Eu agradeço a confiança no trabalho e com a atualização do documento, entendemos que, juntos, estamos fazendo certo”, conclui.
O secretário Fabiano Marimon, que também esteve na reunião, comentou: “Desde que soube que assumiria este cargo no governo, foi um dos primeiro projetos que resolvi me inteirar, porque vi a qualidade das apresentações e tinha total interesse em manter e melhorar.”
A partir desta segunda-feira, na Secretaria de Cultura e Turismo (Tupy Silveira, 1436) acontece a reabertura de matrículas com prioridade para os alunos que já estavam no projeto, porém novas vagas serão disponibilizadas também, sendo previstas 70 no total.
Para a inscrição são necessários os seguintes documentos: carteira de identidade dos país ou responsável, comprovante de residência, atestado de frequência e foto 3×4. São aceitas crianças e jovens de sete a 15 anos que estejam estudando em qualquer rede de ensino. As aulas acontecem semanalmente no turno inverso ao da escola e atuações em público acontecem regularmente.