Bagé sediará “oficinas de capacitação” do Programa Cidades Sustentáveis no Rio Grande do Sul

A Prefeitura de Bagé e a Associação dos Municípios da Região Sudoeste do Estado – Assudoeste Pampa Gaúcho, em conjunto com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul – Famurs e a Coordenação de Mobilização do Programa Cidades Sustentáveis, realizam o curso e oficinas de capacitação para as prefeituras signatárias no Rio Grande do Sul (PCS), gestão 2017-2020. O evento será realizado no dia 21 de maio, no Complexo Cultural Museu Dom Diogo de Souza, a partir das 8h às 12h e pela tarde, entre 14h e 17h.

Atualmente, no Rio Grande do Sul, o PCS conta com a adesão de dez municípios: Antônio Prado, Bagé, Cachoerinha, Lavras do Sul, Manoel Viana, Monte Negro, Nova Santa Rita, Passo Fundo, São Gabriel e Sapucaia do Sul. O objetivo principal das oficinas de capacitação é auxiliar os gestores públicos e técnicos para colocarem em prática uma agenda de sustentabilidade nas cidades, baseada nos 12 eixos do Programa Cidades Sustentáveis, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

O público-alvo do evento são gestores públicos, prefeitos, secretários, vereadores, técnicos das prefeituras e sociedade civil e as “Oficinas de Capacitação” somente para os técnicos responsáveis pela implementação do programa nos municípios signatários.

A plataforma do conhecimento será desenvolvida com base nas estruturas do atual sistema on line do PCS, de modo que possa incorporar os novos conteúdos e funcionalidades previstos. Dentre os recursos oferecidos, as prefeituras contarão com sistemas para o monitoramento e análise de dados e indicadores, construção de metas e planejamento integrado de ações em diferentes áreas da administração municipal, como transportes, habitação, assistência social, saúde e educação, entre outras.

De acordo com o prefeito em exercício, Manoel Machado, o programa está sendo executado com o empenho e contribuição de secretarias, autarquias, instituições públicas e privadas. “Estamos organizando a agenda mobilizando prefeitos, vices, presidente de associações e consórcios de municípios, além de vereadores e colaboradores do Governo. Em reunião de secretariado, conduzida pelo nosso gabinete, apresentamos a plataforma e cobramos empenho das equipes para disponibilizarem os indicadores pendentes e construírem os observatórios sociais do município. O prefeito Divaldo Lara já determinou aos secretários foco no planejamento estratégico e diretrizes para construção do plano de metas”, destacou Machado.

O secretário executivo da Assudoeste Pampa Gaúcho, Cristian Becker, ressalta o respaldo da secretaria executiva e a coordenação do PCS. “Divaldo protocolou solicitação de apoio institucional de vários locais como Assembleia Legislativa e Governo do Estado, buscando obter maior representatividade e fortalecer articulação com outros atores governamentais inseridos na agenda global. Buscamos prospectar investimentos e intercâmbio de conhecimento científico e tecnológico, além recursos e parcerias com organismos internacionais que apoiam e financiam projetos inovadores que dialogam com os ODS, afirmou Becker.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDI), através do secretário Bayard Paschoa Pereira, é responsável pela implementação do programa. Os indicadores são públicos e podem ser acessados pelo site indicadores.cidadessustentaveis.org.br/br/RS/bage .

Módulos do curso

Módulo I – Fundamentos da Governança e Gestão Local

Transparência e Acesso à Informação

Instrumentos de Governança Participativa

Módulo II – As bases do Programa Cidades Sustentáveis e os 12 Eixos Temáticos, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Módulo III – Planejamento para o Desenvolvimento Estratégico: definindo prioridades, metas e prazos

Mapeamento Estratégico do Município

Informação organizada, coleta, organização da informação sobre os indicadores e diagnóstico preliminar

Eixos Temáticos do PCS

Módulo IV – Metodologia para Implementação de indicadores e Planos de Metas, Uso do sistema

Priorização dos indicadores – utilização do sistema de monitoramento dos indicadores e a elaboração do diagnóstico

Elaboração do Plano de Metas