Smasi debate o combate da violência contra crianças e adolescentes

Aline Sabedra

A data de 18 de maio foi instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O objetivo é a mobilização da sociedade brasileira e buscar o engajamento da população contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. Em Bagé, a Secretaria de Assistência Social, Habitação e Diretos do Idoso (Smasi), foi a responsável por desenvolver as ações referentes ao tema.

A atividade ocorrida nesta quarta-feira foi na Escola de Ensino Fundamental Professora Reny da Rosa Colares, no bairro Arvorezinha, onde foi realizada uma gincana temática com alunos da 4ª e 5ª séries e com crianças do grupo do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), do bairro Damé. A proposta da atividade foi alertar para o entendimento, no que se refere a compreensão para que saibam detectar, caso venham sofrer um caso de abuso ou tentativa. Os participantes também assistiram um vídeo lúdico sobre o tema em questão e, na sequência, realizaram uma atividade que visava reconstruir, através de um quebra cabeça, o corpo humano. O encerramento ocorreu através de um circuito com perguntas e respostas sobre o vídeo que as crianças assistiram, as quais acertaram todas. Os alunos também saborearam cupcakes e receberam o livro “A voz do segredo: narrativas de abuso sexual infantil”, oferecido gratuitamente pela Smasi.

O evento foi promovido pela Coordenadoria de Proteção Social Básica e pelo Cras Damé sob orientação da Coordenadoria de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade por meio do Centro de Referência Social Especializado de Assistência Social (Creas).

Segundo o secretário Esquerda Carneiro, as crianças foram muito participativas: “É muito motivador saber que o nosso público-alvo está atento a estas situações, pois isso poderá ajudá-los contra os abusadores”, definiu,