Estrutura do 16º Dança Bagé já foi quitada com verbas da última edição

Foto: Rodrigo Sarasol

A edição do ano passado do Dança Bagé foi considerado por quem frequenta o evento desde os primeiros anos como o melhor de todos os tempos. Além ter inscrito o maior número de apresentações da história, até então, o evento da Prefeitura de Bagé realizado através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) contou com melhor estrutura (iluminação e sonorização) já disponibilizada. O sucesso de público e de participantes, proporcionou lucro ao cofres públicos, que foram reinvestidos em 2018.

O 16º Dança Bagé acontece de 07 a 10 de junho, no Complexo Cultural Auxiliadora e já está com todo o evento quitado. Isto foi possível através da renda obtida na edição passada e também dos patrocinadores e apoiadores do evento. Tanto o grupo Focus, que fará a apresentação principal, quanto oficineiros, jurados, a premiação dos vencedores e outros gastos já estão garantidos através destes valores, somados às inscrições de bailarinos que, neste ano bateu recorde com 1500 profissionais, divididos em 55 grupos de dança.

Segundo a secretária Anacarla Flores, a expectativa é que, em 2018, os lucros sejam ainda maiores: “O evento já está com as obrigações pagas. Todos os valores recebidos na bilheteria, nos quatro dias de evento, serão creditados e reinvestidos no ano seguinte para, consequentemente, melhorar a cada ano o Dança Bagé”, comemorou.

Focus Cia de Dança

A atração principal será a participação da Focus Cia. de Dança, da cidade do Rio Janeiro, que traz para o Centro Cultural Auxiliadora “As Canções que Você Dançou para Mim”, com direção de Alex Neoral.

Com grande sucesso de crítica e público, inclusive sendo considerado um dos três melhores da primeira metade desta década no Brasil, o espetáculo apresenta 72 duas canções de Roberto Carlos em forma de pot-pourri coreografados por quatro casais. Música como Detalhes, Cama e Mesa e Calhambeque serão algumas das apresentadas pelo grupo, que sobe no palco no dia 8 de junho.