Coordenadoria de Comunicação e Memória inaugura novo espaço de trabalho

Foto: Rodrigo Sarasol

A Coordenadoria de Comunicação Social e Memória (CSM), vinculada à Secretaria Municipal de Gestão, Planejamento e Captação de Recursos (Geplan), inaugurou, nesta semana, sua nova sala de trabalho. Segundo conta a nova coordenadora da CSM, a jornalista Indiara Deamici, o espaço foi repensado para que as equipes se subdividissem em ilhas de acordo com suas funções. “Agora temos os núcleos de jornalismo, publicidade e produção de vídeos trabalhando em harmonia e de forma organizada, facilitando o contato de todos na prefeitura para produção de qualquer tipo de material”, explica.

A equipe de produção de vídeo e foto é composta por Denildo Miranda, Paulo Batista, Paulo Ferreira, Patrícia Leal e Tanise Oliveira; a de publicidade por Jesus Giovani Vidal e Rodrigo Sarasol, que também é fotógrafo; já o jornalismo conta com os profissionais Giovana Pereira, Renata Lima, Sérgio Galvani e Suélen Delabari, com Lauren Brasil, Júlia Salazart e Évellyn Mosqueira como estagiárias e Salete Luccas de Camargo e Roberta Silva na parte administrativa. “Existem também assessorias dentro de algumas secretarias, como a de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso que tem a jornalista Joseana Pires e Aline Sabedra na comunicação, que trabalham em conjunto conosco”, observa.
A reformulação da CSM significou também uma grande mudança na forma como o trabalho vinha sendo feito. “Nós criamos novas rotinas de forma a tentar cobrir ainda mais os eventos e realizações do Governo Municipal. Trabalhamos captando material de todos os formatos, para conseguirmos nos encaixar em diferentes mídias. Textos para impressos, boletins de rádio, vídeos, material para web e redes sociais, newsletter via e-mail e atualização de informações no portal de notícias do site oficial. Além da parte jornalística, a comunicação também tem a finalidade de prestação de contas, de apresentar à população o que está sendo realizado”, afirma Indiara.
Para o titular da Geplan, Eduardo Deibler, os investimentos no setor são justificados quando analisada a qualidade do material produzido. “Nossa forma de comunicação é eficiente e os materiais bem produzidos. Contamos com uma equipe capaz, que traduz com competência as ações da prefeitura”, destaca.