Prefeito assina ordem para recuperar aterro sanitário

Obra inicia na próxima terça e deve ser concluída em até 90 dias

Crédito: Vitor Garcia

O aterro sanitário de Bagé não vinha sendo utilizado há algum tempo por ter vários problemas estruturais, inclusive, o lixo gerado no município é enviado para Candiota. Ministério Público e Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) já notificaram a Prefeitura no ano passado por crime ambiental pelas condições do aterro sanitário. O prefeito Divaldo Lara, ainda em campanha eleitoral, havia assumido o compromisso de regularizar o local de depósito de resíduos em Bagé, passo que foi dado no final da manhã desta quarta-feira, 25. Na presença do secretário de Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa Aroldo Quintana, secretário de Gestão Eduardo Deibler e do representante da empresa Urban Green, André Nadai, foi assinada autorização para o início da obra de recuperação de recuperação do aterro, iniciando pela quinta célula.
O secretario do Meio Ambiente, Aroldo Quintana, lembrou que o local estava sem manutenção e, agora, com a retomada, será possível recomeçar o serviço e, posteriormente, passar para a sexta célula.
A empresa Urban Green começa os trabalhos terça-feira, dia 31 de janeiro. A previsão é que a obra seja concluída entre 70 e 90 dias.
O prefeito Divaldo Lara considera a recuperação do aterro uma grande economia para o município e um passo importante para o projeto de recuperação ambiental.